Ela tinha uma história triste guardada lá dentro de si, aprendeu a ser desapegada e sincera, daquele tipo que não liga se vai magoar alguém. Ele tinha tanto medo de acabar sozinho que no fim afastava as pessoas dele, desconfiado e ciumento, ele vivia em um mundo onde tudo rodava em torno da opinião dele. Completamente diferentes, se apaixonaram. Ela não queria nada sério, graças a uma antiga história e ele queria ter certeza de que ela seria só dele. No fim, ela cedeu... 

A relação foi indo bem, com seus altos e baixos, como qualquer outra. Mas é como dizem, ultimamente um namoro não é só o casal, é um ex filho da puta, aquela amiga fura olho, a invejosa que espalha boatos, o amigo solteiro que quer o amigo de volta... E foi bem isso que aconteceu, as amigas inventavam boatos de que ela estava apaixonada pelo ex e os amigos inventavam que ela o traía. Todos se aproveitando da insegurança dele. Mas no fim, não era nem uma coisa nem outra, ela estava apaixonada por ele e fim.

Ele ciumento acreditava nas mentiras dos amigos e amigas, ficava cada vez mais inseguro. Em uma festa, querendo supostamente dar o troco na traição dela, ele ficou com outra. Ela descobriu, terminou tudo e seguiu seu caminho. Por incrível que pareça, não ficou triste por ter terminado a relação, mas sim porque tinha no coração de que ele ficaria sozinho sempre, graças à muralha que construiu em torno dele mesmo. E hoje, depois de meses, ele sente falta dela como se eles tivessem terminado ontem.

História inspirada em dois conhecidos meus. Espero que tenham gostado! Peço desculpa pelo sumiço, mas meu notebook está estragado e a internet está SUPER lenta.
Postado por: Bruna Alecrim


2 Comentários

  1. Bru, amo seus textos! Você deveria escrever muito mais! Ficou ótimo!


    http://oquenosamamos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Mi! Vou tentar postar mais textos haha

      Excluir

Por favor, nada de xingamentos e desrespeito!